quinta-feira, 30 de julho de 2009

Homenagem ao grande educador Paulo Freire

"Liberdade é o espaço que a felicidade precisa"

Auto Conquista




"A LIBERDADE É O ESPAÇO QUE A FELICIDADE PRECISA"
PAULO FREIRE

Liberdade para viver as próprias experiências é fundamental para a auto conquista.
Referir-se a auto conquista, é conclamar o ser humano a conhecer a si mesmo.
Nada é mais perigoso do que uma pessoa que não conhece a si própria.
Reações intempestivas, inconstância emocional, agressividade exacerbada são sintomas nitidos da falta de controle próprio.
Quando desconhecemos a nós mesmos, ignoramos as forças positivas e principalmente as negativas para a condução da nossa vida.
É como se adentrassemos uma loja de cristais com um trator usado na lavoura.
Para adquirir liberdade necessitamos aprender a cuidar da vida com responsabilidade.
Todas as experiencias são válidas, mesmo as mais amargas.
A liberdade de que trata Paulo Freire na frase acima, é aquela que começa e termina no respeito a liberdade do próximo.
O quanto é difícil adiquirir liberdade se não lograrmos dominar os nossos desejos!
Liberdade é o espaço que a felicidade precisa, liberdade é o equilibrio íntimo na medida da paz.
Meditemos na proposta do pedagogo pernambucano, pois não existirá liberdade dando espaço para nossa felicidade sem que ensejemos liberdade aos outros.
Sem conquista própria, sem auto controle, viveremos a deriva da razão, naufragando em nossas paixões.
Sem liberdade alguma, sem dar espaço para a felicidade!




quarta-feira, 29 de julho de 2009

Quase nada

O genial Zeca Baleiro, meu compositor e cantor favorito.

terça-feira, 28 de julho de 2009

Expectativas?

Você é uma pessoa que vive criando expectativas com relação aos outros?
Espera sempre que as pessoas façam as coisas da maneira que você acha certo?
Aguarda pelos outros para alcançar a felicidade?
Só inicia seus projetos depois que os outros aprovem?
Se você respondeu sim para as indagações acima, cuidado!
Criar expectativas com relação aos outros é um grande perigo para uma vida feliz e equilibrada.
Cada pessoa pensa de um jeito!
Cada um compreende a vida de acordo com o estágio evolutivo em que se encontra.
O que pode ser bom para você, nem sempre é para outras pessoas.
Como está na mídia de uma grande rede de supermercado cabe a pergunta: "O que faz você feliz?"
Certamente a felicidade é um estado íntimo de paz e alegria na intimidade da alma.
Se você está intimamente feliz, ninguém pode tirar de você esse bem estar.
O equivoco está em esperar que os outros correspondam ao que acreditamos ser o melhor.
Perdemos muito tempo tentando moldar as pessoas as nossas expectativas, isso é muito ruim.
Estamos na Terra para aprender, se aceitarmos essa realidade, compreenderemos que todos os que convivem conosco são alunos nessa mesma escola.
Cada um enxerga a vida de uma maneira, consequentemente age conforme o próprio entendimento.
Agimos infantilmente quando esperamos tal ou tal reação a uma determinada situação.
A única expectativa que devemos criar é de colher o melhor como resultado de nossas ações, pois somos os únicos responsáveis por tudo que nos ocorre.
Cada um responderá por suas atitudes.
Realize suas empresas de acordo com sua consciência, pautando as decisões na máxima: Eu não vou fazer aos outros o que eu não gostaria que os outros me fizessem.
Seja feliz!


segunda-feira, 27 de julho de 2009

As respostas da vida.

O que você está recebendo da vida atualmente?
Em sua sabedoria e pelas leis que regem o universo, a vida nos oferece aquilo que nos predispusemos anteriormente ofertar a ela.
Em caso de vitórias e êxitos, o mérito é nosso; em caso de fracassos e desatinos, a responsabilidade é dos outros.
O fascínio da vida está justamente no livre proceder de cada um, e na obrigatoriedade de receber de volta o resultado das nossas escolhas.
Na origem dos nossos problemas está a semente da nossa ação.
Se a explicação não é encontrada na atual existência, pode ser identificada em existência transatas.
Mas devemos nos deter, não nas atitudes realizadas em outras vidas; o importante é ganhar entendimento de que o futuro depende de nossas atitudes atuais.
Assim como a adolescência tem muito do que se aprende na infancia, a idade adulta do que se promoveu na adolescência e a terceira idade do que se semeou na idade adulta, a vida futura é o prosseguimento da vida atual.
Por mais que o homem se deblatere contra essa realidade, as leis naturais são imútaveis.
A melhor ferramenta para uma vida feliz e mais equilibrada é se esforçar para promover o bem onde quer que estejamos.
Imiscuir-se de comentários infelizes.
Não reter o mal em nosso coração.
Compreender aqueles que não pensam da mesma maneira.
Entender que as religiões são criações humanas e que a única religião que nos aproxima de Deus é o amor.
Amar, ação que nos garante uma vida feliz; hoje e amanhã, nessa vida e na vida futura.
O que você está recebendo da vida atualmente?
A cada um conforme as suas obras.

domingo, 26 de julho de 2009

As palavras são anãs, os exemplos são gigantes!

videoVocê acredita que não exerça nenhuma influência sobre as crianças? É daqueles que deseja que o mundo mude, mas não faz nada para que isso aconteça? Toda e qualquer criança aprende pelo exemplo. Veja o video e pense a respeito!

Serenidade

sábado, 25 de julho de 2009

Como nossos pais



A música “Como nossos pais”, nacionalmente conhecida na voz de Elis Regina, e composta por Belchior, fala do comportamento do jovem em relação ao comportamento dos pais.
A letra afirma: “Apesar de termos feito tudo que fizemos, ainda somos os mesmos e vivemos como nossos pais”
Esta frase da música nos remete a considerações profundas: será que tal afirmação é verdadeira?
Muitas vezes os pais são surpreendidos, e, aparvalhados, não sabem como lidar com este ou aquele comportamento juvenil.
Muito se comenta sobre o “ficar”, teriam os jovens criado um novo comportamento humano?
O “ficar”, tão em moda nos tempos atuais, é uma nova maneira comportamental, ou uma adaptação de um comportamento adulto equivocado?
Qual a diferença dos adolescentes que “ficam”, para os adultos que trocam de parceiros, evidenciando imaturidade emocional e espiritual?
A questão é muito mais profunda e merece todo cuidado na analise.
Sabemos que os exemplos são marcantes na formação da criança e do jovem.
Sabemos também que trazemos de outras vidas, heranças psíquicas, resultados de ações transatas, que irão despertar fortemente na fase juvenil.
Ao assumir que “fica”, o adolescente está sendo mais honesto do que o adulto que disfarça e esconde relacionamentos variados.
Seja na idade que for, os relacionamentos não podem prescindir do respeito mutuo, da amizade e do amor.
O adolescente se depara na idade juvenil com as mais variadas informações.
Informações recebidas pelo processo educativo promovido pela família.
Informações recebidas pelo meio que o circunda: sociedade, mídia, escola, etc...
Informações que emergem em seu psiquismo, de seu próprio histórico espiritual.
É uma gama tão grande de informações a serem processadas e compreendidas, que o adolescente por um tempo, tem dificuldades em se definir para esta ou aquela tendência.
Por sua capacidade contestadora, característica dessa fase, nada do que está estabelecido lhe atrai.
A grande maioria dos jovens prefere a contestação do estabelecido.
É um grande equivoco dos educadores, acreditarem que seus modelos educacionais são fórmulas prontas a produzir seres educados.
Educação é algo mais complexo e exige do educador uma visão do ser integral.
O educando já viveu, e vai viver outras vidas.
A reencarnação é a chave para a compreensão do comportamento humano em qualquer idade física.
Cabe indagar: Qual é o mundo que estamos apresentando para as crianças e os adolescentes?
Crianças e adolescentes criam sozinhas os seus conceitos de certo e errado, mediante o que lhes é apresentado.
O adolescente pode ser comparado a um rio caudaloso de força incomensurável, de onde se deseje extrair energia.
Se suas águas não forem canalizadas para o aproveitamento das energias próprias, ele irá passar arrastando tudo em seu derredor. Sofrendo e fazendo sofrer.
Para canalizar essas energias, a família estruturada e a educação, é o leito mais perfeito para canalizar essas forças.
Se a família estiver estruturada em bases sólidas de amizade e amor, tudo fica mais fácil.
Mesmo nos casos de pais separados se houver amor, amizade e respeito pela criança ou adolescente, o leito do rio estará sedimentado para canalizar as forças juvenis.
A amizade respeitosa entre os membros de um grupo afim é a garantia de que os jovens trarão seus problemas para serem discutidos com os que o amam.
Os jovens, assim como as crianças precisam ser respeitados pelos educadores.
Quando nos sentimos amados, e respeitados, procuramos sempre os que nos amam e nos respeitam.
Os pais ou responsáveis, precisam estar com os filhos em todas as fases da educação.
A educação não pode ser padronizada e aplicada a todos os educandos de uma mesma maneira.
Os métodos educacionais devem ser flexíveis, pois cada ser tem as características e necessidades próprias, determinadas pelas experiências reencarnatórias.
Não se podem educar da mesma maneira, espíritos com necessidades diferentes.
O amor e o respeito são os métodos pedagógicos por excelência.
Seja nas instituições de ensino, seja no educandário familiar, o jovem e a criança necessitam ser ouvidos.
Aquele que é ouvido, certamente irá ouvir.
Muito do comportamento juvenil moderno, são adaptações de outros comportamentos sociais camuflados.
Vale perguntar: Os jovens criaram o “ficar”, ou adaptaram o exemplo de alguns adultos?
Converse com seus filhos.
Seja amigo dos seus filhos.
Eles também têm muito a nos ensinar.
Não concordo com a frase que diz: “O homem é produto do meio”
Creio na frase que diz: “O homem é o produto da educação recebida e dos exemplos”.
“Ainda somos os mesmo e vivemos como nossos pais”.












sexta-feira, 24 de julho de 2009

Silencia por um instante e ouça com a alma.


Francisco de Assis - Só para ouvir e refletir


Nada como renovar a alma a cada novo dia.

Por mais dificil que seja o momento que você esteja vivendo, mantenha a calma, a ansiedade e o pré julgamento são os piores conselheiros em qualquer situação.

O vendedor de balões



Talvez você conheça a história abaixo, mas sem dúvida nenhuma ela merece a nossa reflexão:


Era uma vez um velho homem que vendia balões numa quermesse. Evidentemente, o homem era um bom vendedor, pois deixou um balão vermelho soltar-se e elevar-se nos ares, atraindo, desse modo, uma multidão de jovens compradores de balões. Havia ali perto um menino negro. Estava observando o vendedor e, é claro apreciando os balões. Depois de ter soltado o balão vermelho, o homem soltou um azul, depois um amarelo e finalmente um branco. Todos foram subindo até sumirem de vista. O menino, de olhar atento, seguia a cada um. Ficava imaginando mil coisas... Uma coisa o aborrecia, o homem não soltava o balão preto. Então aproximou-se do vendedor e lhe perguntou: - Moço, se o senhor soltasse o balão preto, ele subiria tanto quanto os outros? O vendedor de balões sorriu compreensivamente para o menino, arrebentou a linha que prendia o balão preto e enquanto ele se elevava nos ares disse: - Não é a cor, filho, é o que está dentro dele que o faz subir.



Muitos acreditam que a posse lhes facultará a verdadeira felicidade, ledo engano.

Até para se possuir as benesses materiais é necessário ter sabedoria para administrá-las.

A maquiagem pode estereotipar a criatura, escondendo momentaneamente a verdadeira personalidade, isso enquanto a pessoa permanecer de boca fechada.

Quando falamos nos revelamos, mais cedo ou mais tarde, por mais que disfarçemos a nossa verdadeira realidade.

Conhecer-se a si mesmo, para evitar as derrocadas provocadas por nossas próprias imperfeições é o caminho mais seguro para uma vida mais feliz.

Quem vê cara, não vê coração!

É um dos mais sábios brocardos populares desde o tempo dos meus avós.

Meditemos a respeito!




quarta-feira, 22 de julho de 2009

Entrevista para o Programa "Alimento para a Alma"

videoEm jornada de palestra por algumas cidades do interior de São Paulo, fui entrevistado pelo companheiro André Luiz Ruiz em Campinas. 2008

Uma nova chance para amar


Este foi o terceiro livro para adultos que lançei. Um romance que atingiu boa aceitação, pelo conteúdo leve e linguagem acessível. Mais uma vez o processo de escrever uma história depois de sonhar se repetiu. Essa é uma nova capa, diferente das primeiras edições.
Nem de longe eu suspeitava que um dia iria escrever para crianças e jovens, como iria acontecer mais adiante.

Música, um bom alimento para a alma! Seja Feliz!

A Fome da Alma


Olá!

Como está sendo o seu dia?

Espero que tudo esteja correndo bem!

As vezes você se sente sozinha(o)?

Mesmo quando está cercada(o) por pessoas bate uma sensação de solidão?

Não se assuste!

Isso é mais comum do que possa parecer.

Mesmo que nossas expectativas afetivas estejam plenamente correspondidas, o ser humano não encontra plena concordância com seu modo de pensar e agir.

As vezes ficamos sozinhos com determinados pontos de vista.

Mas existem também aqueles momentos que uma sensação inexplicavel de solidão toma conta da gente.

Tudo aparentemente está bem, a situação parece favorável, mas o sentimento é de solidão, de carência.

Para entender essa situação tão comum em nossa rotina de vida, é preciso que analisemos o ser humano de uma maneira holistica.

Observar o ser humano sob a ótica holistica, significa aceitar que existe algo além do corpo fisico.

Entendendo essa observação cabe indagar: "Existindo algo além do corpo, que necessidades experimenta esse "algo mais"?

Essa "essência espiritual" nosso verdadeiro "eu", precisa ser alimentado por algo que a matéria apenas não é capaz de prover.

Meditação, oração, leitura edificante, plenificadora, são boas dicas de alimentos para a alma.

Existem alguns alimentos para a alma, algumas necessidades que satisfeitas nos farão experimentar uma saciedade amorosa, benfazeja.

A solidão, em se tratando de conversar consigo mesmo para uma retomada de forças e avaliação das próprias atitudes é extremamente salutar.

A solidão melancólica, que nos leva ao desanimo, tornando-se atalho depressivo, precisa ser combatida.

Não tenho aqui nesse nosso espaço, um cantinho para receitas mágicas, pois cada um tem a sua necessidade.

Avalie qual é a sua, pois quando a solidão insistir em permanecer com você, faça dela uma boa companhia, utilizando o momento para alimentar o espírito.

Se for melancólica? Chute-a para longe, pondo as mãos e a mente em movimento, ou lendo um bom livro.

Alimente-se bem! Fisicamente e mentalmente!

A solidão melancólica é forte indicativo de que a alma está com fome.

Alimente-a de amor, carinho, fraternidade e trabalho.

Bom apetite!

terça-feira, 21 de julho de 2009

segunda-feira, 20 de julho de 2009

Até que a morte nos reúna




Este foi meu segundo livro, lançado em 2003.

A edição foi realizada pela Editora CEAC de Bauru, muito respeitada por sua seriedade e pela direção do querido Richard Simonetti.

Esse livro foi muito bem aceito devido ao seu conteúdo de esclarecimento e consolação, com relação ao assunto morte.

Ouvindo a si mesmo





“Preocupe-se mais com o seu carater do que com a sua reputação; porque o carater é o que você é; e a reputação é o que os outros pensam de você.” – John Wooden






Que bom poder conversar com você mais uma vez aqui nesse blog!

Estive pensando nas vezes em que me deixei levar pela opinião alheia, fiz o que os outros queriam e me dei mal.

Te pergunto:

O que os outros pensam de você determina as suas ações na sua vida?

A opinião dos outros tem peso nas suas atitudes?

Você faz as coisas conforme seus conceitos?

Por mais independente que nos acreditemos com relação aos outros, em algum momento já agimos consoante o desejo de alguém..

Isso é normal, visto que interagimos mutúamente e constantemente com todo nosso circulo de ação.

Todavia é importante avaliar, se a nossa vida e os problemas que enfrentamos, são resultados das ações elegidas por nossos conceitos ou por terceiros.

Preocupar-se em demasia com a opinião alheia é perder a independência sobre a própria vida.

Normalmente as pessoas que falam de você, não lhe conhecem o suficiente para erigir conceitos sobre seu proceder.

Então por que se preocupar?

Devemos ater nossos pensamentos ouvindo nossa própria consciência, pois sera ela a moduladora da nossa paz e equilibrio.

Já perdi muito tempo na vida preocupado em me amoldar aos ditames alheios, principalmente, em provar minha capacidade.

Tempos difíceis esses que vivi.

Na vida é importante entender que tudo tem seu tempo, nada pode ser forçado, imposto.

Se prestarmos atenção nas sinalizações conscienciais, dificilmente erraremos o caminho.

A vida sempre sinaliza o caminho, mas raramente aceitamos, pois elegemos sempre, as coisas que nos trazem resultados imediatos.

Preocupar-se com o próprio carater é ouvir a voz da consciência; ela será sempre o norte para toda e qualquer atitude.

O caminho para atingir os nossos objetivos passa por dentro de nós mesmos, a chave é ouvir-se.

Silenciar a mente para ouvir a si próprio.

Quem se preocupa excessivamente com a opinião alheia faz sempre o que não gosta.

Abraços!









Aprendendo a Amar



"Aprendendo a amar" foi meu primeiro trabalho literário. Editado pela respeitada casa editorial O Clarim de Matão, fundada pelo insigne Cairbar Shutell, conhecido como o Bandeirantes do Espiritismo.
Como todos os romances que escrevi, sonhei com a história e escrevi ao despertar. Foi meu primeiro contato com o amigo espiritual Antonio Gonçalves. Companheiro desvelado e paciente, que me exercitou para o trabalho meramente intuitivo a ser desenvolvido no transcurso dos anos.

AMIGOS





Dizem que hoje é o dia do amigo!
Mas amigo que é amigo não tem dia certo para nos ouvir, abraçar e socorrer.
A amizade nasce sincera, espontânea.
A amizade é um sentimento que vai tomando conta da alma da gente, o coração encontra um parceiro, um porto seguro.
Amigos tem ouvidos grandes, pois ouvem todas as nossas palavras, agradaveis ou não.
Amigos tem braços largos, pois nos acolhem num abraço amoroso e protetor.
Amigos tem pernas longas e pés ligeiros, para nos acompanhar por todos os caminhos.
Amigos tem olhos de lince, pois enxergam tudo, mesmo quando a gente tenta disfarçar.
Amigos verdadeiros são um tipo de mãe, apenas não nos deram a vida, mas se esforçam por preservá-la e alegrá-la.
Amigos são.
Existem amigos cofrinhos, onde guardamos nossos mais íntimos segredos.
Outros são amigos policiais, pois nos protegem de todo mal com desvelo.
Existem amigos gurus, sempre com um conselho espiritualizado.
Tem até amigos banqueiros, que nos socorrem com crédito de compreenssão ilimitado.
Amigos enfermeiros, sempre cuidando dos nossos machucados.
Eles estão ai, para serem abraçados, beijados e amados.
Viva a amizade!
A amizade sincera é o sentimento que temos por alguém, que nos faz gozar um estado permanente de felicidade.
Ser amigo é aprender a amar o próximo como a si mesmo!





domingo, 19 de julho de 2009

Entrevista na Bienal do Livro de São Paulo 2008

video

Frio no Coração






Hoje o dia amanheceu frio!
É preciso usar um agasalho.

Existem dias que sentimos frio por causa da estação do ano.
Existem dias que sentimos frio por dentro, o frio da saudade.
Pessoas que passaram por nossa vida e nos visitam pelas portas da memória.
Quando isso acontece o coração sente frio, a alma treme.
Não é aquele frio que um agasalho conforte, é a falta de alguém.
Alguém que tenha partido para terras distantes, ou tenha viajado para outro lugar e largado o corpo por ai.
Essas mudanças climáticas emocionais não estão sujeitas as estações do ano, pelo contrário, elas se notabilizam pela intensidade do que sentimos por aqueles que partiram.
O frio da ausência de alguém, esfria a gente por dentro.
Por isso é importante que demonstremos carinho e amor com as pessoas que estão ao nosso lado.
Amemos hoje para que nosso coração não sinta o frio da saudade amanhã.
Dar as mãos, abraçar, confessar o amor...
Agasalhos da alma, cobertores do coração.
Mas se um dia essas pessoas tiverem que partir para terras distantes, ou mundos desconhecidos, que levem a certeza de que as amamos de verdade.
Quando amamos de verdade, sem possuir, as boas lembranças do amor vivido, amenizam o frio da saudade.
Vou tomar um chocolate quente para amainar o frio do corpo...
Vou fechar a janela para acabar com o vento gelado que está entrando em meu quarto nessa manhã.
Vou pegar aquele album de fotografias para esquentar o coração.
Cultivar as melhores lembranças de quem partiu
Quero aquecer meu coração que sente agora o frio da saudade..., saudade de você!
Por onde anda você?
Meu coração está com frio...
Quer um abraço?


sábado, 18 de julho de 2009

ASSUMA-SE


Acreditar em si mesmo é o primeiro passo para a realização de qualquer projeto.
Tudo o que desejamos só pode ser concretizado a partir da nossa crença.
Seja honesto consigo mesmo e se pergunte:
Eu acredito no que quero?
Para algumas pessoas é normal aguardar a realização de seus intentos a partir da opinião dos outros, ou seja, a grande maioria espera pela aprovação alheia, para poder realizar os próprios sonhos.
Esse comportamento denota insegurança e descrença nos próprios objetivos, na própria capacidade.
Nada pode ser realizado na vida, sem que as bases do ideal sejam fundamentadas na mente de quem deseja.
Muitos passam pela vida, reféns das opiniões alheias.
Não se esforçam, não se determinam, não tem coragem de se expor, certamente terão dificuldades em lograr seus objetivos.
Ou pelo menos, nunca atingirão seus objetivos, por mais pífios que sejam.
As realizações principiam na intimidade do ser, sejam elas nobres ou equivocadas.
Por isso eu lhe faço um convite: "Que tal mobilizar seus esforços para realizar seus sonhos?"
Comece essa conquista agora, ai dentro de você.
Respire fundo e torne-se independente das opiniões alheias.
Assuma a responsabilidade sobre suas escolhas e vá em busca dos seus sonhos.
Caso você não consiga atingir seus objetivos, terá a recompensa de ter tentado, de ter errado, mas acima de tudo, teras aprendido algo através do próprio esforço.
Seja sempre você, assuma-se!
Afinal de contas, sempre ficamos a sós com nossa própria consciência.
Sera sempre ela que irá nos cobrar, portanto, saia do lugar comum, vá em busca dos seus sonhos.

Mas vá por você!
Seja feliz!